5 Dicas de Como Cuidar do Kimono | Kimono Para Jiu Jitsu

5 Dicas de Como Cuidar do Kimono

Publicado: 13/11/2019

Selecionamos cinco dicas de como cuidar do seu kimono, para que ele não fique com mal cheiro, dure mais e não rasgue com facilidade. Sabemos que este material de treino é um baita investimento e nós precisamos disso e precisamos fazer valer a grana investida, certo?

Confira abaixo o que você deve fazer para cuidar bem do seu kimono para que ele dure mais! 



1ª Dica – Não Guarde Seu Kimono Sujo


Uma das dicas mais importantes que podemos dar para você, meu caro gafanhoto, nunca guarde seu kimono sujo! E quando falamos sujo, estamos falando principalmente de kimono suado. Todo suor possui ácido úrico e outros componentes químicos que podem danificar seu kimono e, como qualquer ácido, ele é corrosivo. Isso pode estragar seriamente seu kimono, sem contar que além do seu suor, pode haver o suor dos seus parceiros de treino por haver contato. Tudo perfeito para termos um festival de bactérias e fungos que se acumulam rapidamente em ambientes húmidos e quentes, podendo causar ferimentos e micoses sérias na pele. Sem contar que se guardar o kimono sujo, quando você for usar o kimono novamente, qualquer suadinha ele irá começar soltar mal cheiro. Não vale pensar que foi só um treino rápido, nem deixar o kimono respirar colocar na bolsa e muito menos “esquecer” ele dentro do carro. 



2ª Dica -  Não Use Cloro e/ou Alvejante No Seu Kimono


Não importa se for alvejante sem cloro ou similar, o uso destes produtos no tecido seu kimono irá fazer com que ele perca a sua resistência. Como esses produtos agem na fibra do tecido, eles eliminam a sujeira mas levam junto uma parte da fibra também, fazendo com que tecido acabe ficando mais frágil. E um kimono de jiu jitsu com tecido frágil, qualquer pegada pode rasgar o seu kimono. E ninguém quer um kimono todo cheio de remendo, por isso não use cloro nem alvejante de forma alguma. Caso tenha alguma mancha que seja mais difícil de tirar, a dica é deixar de molho em sabão neutro em pó ou pedra. Mas atenção, não adianta deixar de molho por muito tempo, isso pode até fazer com que a mancha fique ainda mais difícil de sair. 



3ª Dica -  Lave o Seu Kimono Só Com Água Fria


Não use água quente e muito menos, em hipótese alguma, a secadora. Brincamos que kimono não sente frio, não tem problema, pode botar na água fria e lavar na água fria que não tem estresse com ele! Se você lavar na água quente e/ou usar a secadora, o calor irá provocar o encolhimento das fibras no tecido e é isso que acontece com os kimonos quando eles encolhem. O calor evidencia ainda mais esse processo de encolhimento é claro que hoje

em dia existem várias marcas no mercado que utilizam diversos processos para evitar o como a compra de tecidos encolhidos ou pré-lavados de fábrica, para só então costurarem o kimono. Ninguém quer uma manga no meio do braço e a calça no meio canela. 



4ª Dica - Lave o Seu Kimono do Avesso


Lavar o kimono do Avesso é bom por conta do contato do kimono com a sua pele durante o treino. Seu suor e células mortas do seu corpo acabam grudando do lado de dentro, por isso a importância lavar do avesso. Se lavar do lado normal, fica muito mais difícil de retirar a sujeira interna e pode ser que muita coisa fique ali dentro. Assim quando você lavar o seu kimono, lave ele do avesso para que facilite a retirada da sujeira, bactérias e células mortas. Pode ser chato virar o kimono do avesso, por ser um tecido pesado e duro, mas não fique com preguiça. Na hora de tirar o seu kimono após o treino, já tire do avesso e pronto. Aí é só botar para lavar! 



5ª Dica -  Aprenda a Costurar os Patchs


Muita gente coloca o patch, por incrível que pareça, com super-bonder ou outras colas resistentes. A dica é sempre, sempre, SEMPRE costure! Os pachts do seu kimono, quando aplicados de forma correta, ficam mais fáceis de tirar caso o kimono estrague e até mesmo mais bonitos. A costurara não estraga o seu kimono e vai dar um aspecto muito mais profissional. Existem também os patchs autocolantes, e mesmo estes podem ser costurados  de colocarmos um tecido entre eles e o kimono. Assim não colamos o patch diretamente no kimono. 




Agora é com você!

Esperamos que as dicas ajudem vocês e façam com que seu kimono dure mais! Você possui outras dicas para cuidar do seu kimono? Diz aí pra gente como você cuida do seu kimono. OSS!

Veja outras matérias interessantes que preparamos para você!


Voltar